quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

PM'S DO RAIO DE GRANJA PRENDEM MAIS UM INDIVÍDUO ACUSADO DE TRAFICAR DROGAS


Durante a tarde de ontem, terça-feira 15, policiais militares de serviço na Viatura Raio 054 prenderam um elemento identificado como José Rômulo Cardoso Marques, 25 anos, sob a acusação de tráfico de drogas no município de Granja.
Era por volta das 13h50, ocasião em que os pm’s patrulhavam pela CE 364, próximo a entrada da cidade de Granja, quando viram um mototaxista transportando um indivíduo já conhecido pela polícia pela prática de delitos. O veículo foi abordado e o passageiro revistado. Com o acusado os pm’s encontraram uma quantidade de maconha e outra de crack. Diante dos fatos o indivíduo recebeu voz de prisão e foi conduzido para a DPC de Granja onde a delegada plantonista Patrícia de Brito o autuou em flagrante por crime de tráfico de drogas, sendo o mesmo recolhido à cadeia local onde permanecerá à disposição da justiça. 

Camocim Polícia 24h

VENHA SABOREAR AS DELÍCIAS DA MR. MIX CAMOCIM


Esse acima é o Pettigateu,  um bolo quentinho de chocolate com recheio de calda de chocolate acompanhado com sorvete de baunilha e calda de chocolate  Nestlé.


E esse é o Brownie que vem quentinho e que a companha sorvete de baunilha e cobertura  de chocolate Nestlé.

Mr Mix Milk Shake Camocim, Rua José de Alencar N°308 Centro, em frente à Odontomed Clinica Dentista. Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta das 13:00 as 22:00. Sábado de 10:00 as 23:00. Domingo de 14:00 às 23:00

CAMOCIM-CE: POPULAÇÃO AJUDA E POLÍCIA MILITAR RECUPERA MOTO TOMADA DE ASSALTO NO LAGO SECO


Durante a manhã de ontem, terça-feira 15, na Av. Marilago, próximo ao antigo Restaurante do Pepita, três elementos armados com facões tomaram de assalto uma moto Honda CG 150 Fan de placa HXL7708, ano 2006, de cor vermelha. De acordo com as informações, a moto tomada de assalto pertence a um ex-detento da cadeia pública de Camocim.
Após tomar ciência sobre o assalto, foram enviadas para o local equipes do Raio, da Força Tática, do Ronda e do POG. No decorrer das diligências os pm’s foram informados que um dos elementos que praticaram o assalto reside no Boqueirão dos Liras, zona rural do município de Camocim. Uma equipe do Raio foi a dita localidade mais não conseguiu localizar o suspeito.

População colaborando

Ainda durante as diligências realizadas por todo o policiamento, uma pessoa abordou uma equipe do Raio e disse que tinha visto uma moto abandonada após o bairro Jardim das Oliveiras, dentro de um matagal já na beira do Lago. Os pm’s foram ao local e lá estava a moto. O veículo estava parcialmente danificado, com várias partes quebradas.
A moto foi apreendida e levada para a DPC de Camocim onde foi entregue ao seu proprietário. Quanto ao trio criminoso a polícia permanece nas diligências.

Estiveram na ocorrência: Equipes do Raio, Força Tática, Ronda e POG
Camocim Polícia 24h

"DESATIVAÇÃO DA CADEIA PÚBLICA DE CAMOCIM", UM SONHO ANTIGO DA POPULAÇÃO!


Com a decisão do governo de desativar no mínimo 80 das 119 cadeias do interior do Estado devido a onda de ataques violentos na capital e no interior, esse seria o momento exato para as autoridades que representam o nosso município (executivo, legislativo, judiciário e MP) intercederem junto ao governador para a desativação da tão polêmica cadeia pública de Camocim. Até o presente momento não se sabe ao certo se nossa cadeia será ou não desativada, o que existe mesmo é muita especulação.

Localização polêmica

Há tempos a população do município implora junto às autoridades pela desativação ou pelo menos a mudança de localização da cadeia pública. Encravada em pleno Centro da cidade ela é uma ameaça constante para moradores e comerciantes do entorno. Para se ter ideia a cadeia está localizada a cerca 20 metros do prédio do Fórum; a cerca de 50 metros do prédio onde funciona a Prefeitura Municipal e a Câmara dos Vereadores; a cerca de 15 metros da Caixa Econômica Federal e rodeada por moradores e comerciantes que há tempos reclamam da situação. Vale ressaltar que durante uma rebelião ocorrida em 2016, houve a destruição de grande parte da cadeia e durante a fuga dos detentos, 15 deles invadiram e se esconderam dentro de uma residência de uma conhecida família da cidade. Os detentos foram capturados pela PM momentos depois, no entanto, ficou o trauma para os moradores da casa.


Destaque negativo

Prédio antigo, superlotação, paredes frágeis e úmidas, grades enferrujadas e danificadas, cadeados inapropriados, grande números de aparelhos celulares com os detentos, tudo isso faz parte dos inúmeros problemas que passa atualmente a cadeia pública de nossa cidade. Infelizmente a cadeia de Camocim, principalmente nos anos de 2016 e 2017, virou destaque negativo em todo Estado com duas grandes rebeliões, homicídio, lesões corporais graves, tráfico interno de drogas e a permissão para entrada somente de detentos de uma só facção. Todos esses problemas já são de conhecimentos de todas as autoridades de Camocim e do Estado, no entanto, até agora nada foi feito além de promessas e mais promessas.

Superlotação

Com as inúmeras prisões efetuadas pela polícia já era esperado que a cadeia ficasse superlotada. Com capacidade para apenas 67 detentos, atualmente a cadeia comporta quase que 300, mais que o triplo de sua capacidade. Como já dizia um Agp, "cadeia lotada é sinônimo de estresse, insatisfação, nervos a flor da pele, a cadeia se torna um verdadeiro barril de pólvora."

Promessas

No início do ano de 2018, o Governo do Estado anunciou a desativação de todas as cadeias do interior e a construção de 14 presídios regionais. Na época houve até certa empolgação da população de Camocim, pois a promessa era desativar a atual cadeia e a construção do presídio regional fora da sede de nosso município. Pelo que podemos comprovar, tudo não passou de mais uma promessa.
A população de nosso município pede que as autoridades parem com tanta promessa e que se empenhem para que essa cadeia problemática seja enfim desativada, esse é o momento, já que cerca de 23 cadeias do interior já foram fechadas.

Camocim Polícia 24h

ATENÇÃO GRANJA E LOCALIDADES VIZINHAS PARA OS CURSOS DO "PROJETO AVANÇAR"


O Projeto Avançar está com uma grande novidade para vocês da cidade de Granja! A Avançar estará oferecendo a toda região dois cursos básicos. Isso mesmo! Serão eles: Agente de Saúde (09h às 11h) e Atendente de Farmácia (13h às 15h). Certificado válido em todo território nacional.
Informações através do Whatsapp (88) 9 9689 0748 Amanda (Granja ) / Whatsapp  (88) 9 9428 2266.
As vagas são limitadas. Então corra e garanta sua vaga. Venha se qualificar para o mercado de trabalho.

COM O FIM DAS REGALIAS, DETENTOS TRABALHAM PARA MANTER PENITENCIÁRIA LIMPA. MINISTÉRIO PÚBLICO APROVA MEDIDAS


Situação nas unidades foi considerada 'tranquila' pelo MPCE mesmo durante a onda de violência no estado. Áudios de criminosos revelaram que ordem para os crimes partiu dos presídios.

O Ministério Público do Estado Ceará (MPCE) divulgou nesta terça-feira (15) o resultado de uma inspeção realizada em duas unidades das Casas de Privação Provisória (CPPLs) na cidade de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com os promotores de justiça, a situação nas unidades prisionais é considerada "tranquila". A vistoria do MPCE ocorreu na quinta-feira (10), em meio à série de ataques criminosos que atinge o Ceará desde o dia 2 de janeiro.
A onda de violência teve início após a nomeação do novo secretário de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, que prometeu fiscalizar com mais rigor a entrada de celulares nos presídios. Desde o início dos ataques, mais de 400 celulares foram apreendidos nas unidades prisionais do Ceará e membros de facções criminosas foram transferidos para unidades federais de outros estados.
Áudios compartilhados entre membros de facções revelaram que a sequência de crimes é uma tentativa de fazer com que o secretário da Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuqurque, desista de medidas que tornam mais rigorosa a fiscalização no sistema penitenciário. "Vocês vão tirar esse secretário aí dos presídios. Vocês vão ver, vai piorar é pra vocês", ameaça um criminoso.
Durante a inspeção, o Ministério Público visitou a Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima (CPPL 1) e a Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL 3), que estão estão sob intervenção desde que os ataques criminosos. O relatório dos promotores apontou que todas as celas inspecionadas “estavam limpas e nenhuma reclamação de maus tratos foi expressada por parte dos presos”.


O MPCE constatou as seguintes situações nas unidades:

1 -Presos com acesso à água, alimentação, higiene e vestuário;
2 - Atendimento médico e odontológico normalizado;
3 - Espaços com trabalhos de manutenção;
4 - Pinturas, pequenas reformas e dedetização;
5 - Todas as celas limpas.

De acordo com o MPCE, a fiscalização surpresa “teve o objetivo de verificar se os protocolos institucionais estão sendo seguidos na gestão dos internos”. Os promotores informaram que "nenhuma reclamação de maus tratos foi expressada por parte dos presos”.

Sem irregularidades

O MPCE divulgou que itens irregulares, como televisores, alimentos não autorizados e ventiladores em excesso, foram retirados das celas e colocados nos pátios das unidades. O órgão ainda constatou que "todos os presos também vestiam uniformes". De acordo com a comitiva, não foi encontrada nenhuma irregularidade no momento da inspeção, “os direitos das pessoas presas, assegurados pela Constituição Federal e pela Lei de Execução Penal estão sendo atendidos”, destacou o MPCE.

Fonte: G1Ce