quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

COLISÃO ENTRE ÔNIBUS COM ROMEIROS E CAMINHÃO DEIXA MORTOS E FERIDOS EM CAMPOS SALES


Acidente aconteceu na rodovia CE-371 entre Campos Sales e Antonina do Norte

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 25 ficaram feridas em um grave acidente envolvendo um ônibus com romeiros e um caminhão na rodovia CE- 371, a 12 km de Campos Sales, na tarde desta quinta-feira (13).
Entre os mortos, estão o motorista do ônibus, identificado apenas como Raimundinho e quatro romeiros da cidade de Campos Sales.
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o ônibus vinha da cidade de Canindé após os fiéis terem participado de uma missa na última terça-feira (11).
No retorno para Campos Sales, o ônibus colidiu com um caminhão que trazia um carregamento de gesso, na localidade de Varzinha, a 12 quilômetros do município.
De acordo com o coordenador do Samu, 25 pessoas foram atendidas no local, sendo seis com ferimentos graves. Uma vítima foi levada em um helicóptero para o IJF, em Fortaleza.
As demais vítimas foram levadas para o Hospital Geral de Campos Sales e transferidas para outras unidades hospitalares da região.
O médico plantonista do hospital do município, Hugo Napoleão, informou que foi feita uma força-tarefa para atender as vítimas do acidente. "Eu era o único plantonista do dia e o que a gente viu foi um desastre. Um acidente com muitas vítimas, cerca de 20 vítimas mais ou menos chegaram ao hospital. Foi formado uma força-tarefa para ajudar toda essa população, por que vieram vários plantonistas que não estavam no dia para dar um suporte. Os pacientes mais graves tiveram Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) e foram transferidos para o Cariri através da Ciopaer e ambulâncias do SAMU", disse o médico.
Aproximadamente 10 pessoas continuam internadas e o estado de saúde é considerado estável. Os pacientes com escoriações leves foram medicados e liberados.
Participaram do socorro às vítimas equipes do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), com um médico e uma enfermeira a bordo.

Fonte: DN

PERSEGUIÇÃO A SUSPEITOS DEIXA PMS FERIDOS APÓS VIATURA DERRUBAR POSTE EM HORIZONTE


A viatura teve a parte frontal destruída pelo forte impacto da batida que derrubou um poste

Três policiais militares ficaram feridos em conseqüência de um acidente ocorrido no começo da manhã desta quinta-feira (13), na periferia da cidade de Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A viatura que eles ocupavam se chocou contra um poste da rede de iluminação pública. O fato aconteceu quando a patrulha perseguia criminosos.
Os militares foram retirados da viatura com a ajuda de populares e encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Outras patrulhas da PM compareceram ao local do acidente e auxiliaram os PMs feridos.
A viatura ficou com a parte frontal destruída devido ao impacto do choque com o poste, que caiu. Moradores disseram que os militares sofreram apenas ferimentos leves, já que o veículo da PM possui airbag. Uma equipe da Perícia Forense deverá ir ao local realizar levantamentos de praxe.
Não há informações de prisões dos suspeitos.

Fonte: Fernando Ribeiro

AGRICULTOR PERMANECE PRESO HÁ TRÊS MESES EM CADEIA DE IGUATU POR FURTAR BISCOITOS


O agricultor afirmou que entrou na casa ao lado alcoolizado, e após tomar um banho, subtraiu os objetos por pensar que eram dele

O agricultor G.M.S., 36, permanece, há três meses, detido na Cadeia Pública de Iguatu, região Centro Sul do Ceará, pelo furto de um pacote de biscoito, um par de chinelos e um talher da casa de uma vizinha. G.M.S. confessou a situação durante atendimento com a Defensoria Pública do Ceará, por meio do projeto “Defensoria em Movimento”, nesta terça-feira (11), no bairro Flores, em Iguatu.
Na Delegacia, o agricultor afirmou que entrou na casa ao lado alcoolizado, e após tomar um banho, subtraiu os objetos por pensar que eram dele. De acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia 8 de setembro de 2018, as moradoras da casa vizinha, de 70 e 77 anos, chegaram e encontraram o vizinho no interior da residência. As vítimas acionaram a polícia, que recolheu G.M.S.
O acusado, analfabeto, assinou seu depoimento com o dedo. Antes de ser preso, trabalhava na roça recebendo R$ 40 pelo dia de serviço. Na época da prisão, uma fiança foi arbitrada no valor de um salário mínimo, com a qual o suspeito não pôde arcar. “É triste o Sistema de Justiça não ter tido a sensibilidade de perceber a condição do detento”, destacou o defensor público Eduardo Villaça, assessor de Relacionamento Institucional da Defensoria.
O projeto Defensoria em Movimento realizou uma força-tarefa de atendimento aos presos provisórios do município durante dois dias, com a análise de processos judiciais que tramitam na 3ª Vara de Iguatu, que não possui defensor público. A Cadeia de Iguatu tem capacidade para 55 presos, mas atualmente, abriga 202 homens recolhidos, entre provisórios e condenados, além de 22 mulheres provisórias e condenadas, de acordo com dados da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus).
Eduardo Villaça foi quem fez o pedido de relaxamento de prisão alegando o caráter ilegal da prisão e impetrou habeas corpus ao Tribunal de Justiça, sob o princípio da insignificância, quando o delito materialmente examinado deixa de ter significado porque o dano é irrelevante para o direito penal.
O pedido liberdade foi protocolado imediatamente no Fórum de Iguatu, já que o processo ainda é físico e não está digitalizado. “Nos casos em que o furto é de uma coisa de pequeno valor, entendemos que não faz sentido mover a máquina do sistema de justiça, da mesma forma que não faz sentido o encarceramento do acusado. Trata-se da inserção de uma pessoa que não ameaça a sociedade no sistema carcerário, de uma forma desproporcional ao fato que cometeu. Combatemos isso diariamente”, esclarece.
Os atendimentos do projeto Defensoria em Movimento acontecem na semana em que a Declaração Universal dos Direitos Humanos completou 70 anos, no dia 10 de dezembro de 2018. Em um ano de projeto, cerca de 14 mil pessoas já foram beneficiadas em todo o Ceará, direta ou indiretamente.

Fonte: DN