VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 28 de junho de 2016

AGENTE PENITENCIÁRIO É EXECUTADO NO RIO GRANDE DO NORTE A TIROS DE PISTOLA E ESPINGARDA

Um agente penitenciário foi executado a tiros na noite deste sábado (25) na cidade de São Paulo do Potengi, distante pouco mais de 70 quilômetros de Natal. David Max da Silva Ramos, de 27 anos, estava em um bar com amigos quando foi surpreendido pelos assassinos. Pelo menos quatro pessoas, de dentro de um carro, se aproximaram e abriram fogo. Segundo a Polícia Militar, no local do crime foram encontradas munições de pistola calibre 9 milímetros (de uso restrito do Exército brasileiro), de pistola 380 e de espingarda calibre 12. Em contato com o G1, o policiamento da cidade informou que o agente tinha audiência marcada com a Justiça na próxima semana para resolver o problema de uma briga com um ex-presidiário. Contudo, ainda não se sabe o real motivo para o crime. Amigos de David disseram que ele trabalhava em Natal, na Escola Penitenciária. Ele deixa mulher e três filhos. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de São Paulo do Potengi.

Triste coincidência

O dia 25 de junho não traz boas recordações para o sistema prisional potiguar. Foi nesta data, em 2013, que foi assassinado o também agente penitenciário Ronilson Alves da Silva, de 34 anos. O crime aconteceu em Mossoró, na região Oeste do estado. Três homens foram indiciados pelo homicídio.


Fonte: G1RN

POLÍCIA MILITAR RECAPTURA DETENTO CAMOCINENSE FUGITIVO DA CADEIA DE BELA CRUZ


Em uma ação conjunta, policiais militares da 3ªCIA/BPMA e da 2ªCIA/BPTUR conseguiram efetuar a recaptura do indivíduo Francisco Denys Carlos Marques Vasconcelos, o “Babilônia”, de 25 anos.
Babilônia é camocinense e cumpria pena na cadeia pública de Camocim, sendo transferido para a cadeia da cidade de Bela Cruz após se envolver em uma briga generalizada dentro da cadeia de Camocim que culminou na morte de um detento.
Conforme informou a polícia, o indivíduo já fugiu três vezes da cadeia de Bela Cruz. Desta vez ele fugiu com outro comparsa e estava escondido pela região. Graças a uma informação anônima foi que Babilônia foi novamente recapturado pelos pm’s na Praia do Preá, zona praiana do município de Cruz.
Babilônia foi transferido novamente para a Cadeia de Bela Cruz e teria dito aos pm’s que passará no máximo uma semana por lá e fugirá de novo.



Efetuaram a prisão: BPTur – Subtenente Arcanjo, Sgt Menezes e Sgt Jessé / BPMA – Sgt Sabino e Sd Luana 
Camocim Polícia 24h

CAMOCIM-CE: FAMILIARES DE DETENTOS DENUNCIAM INTENSO TRÁFICO DE DROGAS DENTRO DA CADEIA PÚBLICA.


Muitas denúncias de familiares de detentos estão chegando ao blog Camocim Polícia 24h informando sobre o intenso tráfico de drogas dentro da cadeia pública de Camocim. Grande parte da droga consumida e traficada dentro da cadeia entra através de detentos que estão recolhidos no albergue, um local sem segurança e tido como “colônia de férias” pelos próprios detentos. De lá e quase sempre durante a madrugada eles pulam um muro que dar acesso à Galeria do Hamilton, apanham a droga trazida por alguém e retornam para o albergue, sendo distribuída em seguida para as celas dos detentos do regime fechado. Ainda segundo informações nos repassadas, uma parte da droga também entra nos dias de visitas. A droga é introduzida dentro das partes íntimas de algumas mulheres familiares dos detentos, já que há uma determinação que proíbe a revista íntima nas mulheres, pois segundo a determinação tal revista traz constrangimentos aos visitantes.

Familiares têm que pagar

O assustador é que a droga comprada e consumida lá dentro pelos detentos tem que ser paga por seus familiares aqui fora. Uma pessoa a mando dos detentos que traficam lá dentro vai em determinados dias à casa dos familiares dos detentos (que compram a droga) somente recolher o dinheiro gasto com o entorpecente. Temos relatos de uma mãe de presidiário que não tem nenhum tipo de renda dando conta que já recebeu até ameaça de morte por conta que não conseguiu o dinheiro para pagar a droga consumida pelo seu filho lá no interior da cadeia.
“Como não posso pagar aos traficantes estou vendo a hora eu ou meu filho pagar com a própria vida”, disse uma denunciante que não quis se identificar.

Detentos soltos nos corredores

Agentes penitenciários e policiais militares trabalham na cadeia pública de Camocim em grau de risco altíssimo. Desde a rebelião na cadeia pública local ocorrida no dia 21 de maio (AQUI), todos os detentos do regime fechado ficam soltos no corredor da cadeia no horário de 08h00 às 14h00, sendo que apenas um portão sem a mínima segurança é o que separa detentos de agentes e pm’s, o que não dar uma distância de três metros.
Devido a essa situação crítica e até agora sem solução, alguns agentes e pm’s já decidiram sair da cadeia e trabalhar em outros locais.

Exigências

Os detentos puseram o pé na parede, exigiram e conseguiram o aumento do tempo das visitas (dias de quarta e sábado), passando de três horas para três horas e quarenta minutos. Conseguiram também um acréscimo de 40 minutos no tempo do banho de sol, realizado também duas vezes por semanas.
Vale ressaltar que atualmente somente dois policiais e um agente penitenciário são responsáveis pelo funcionamento e a segurança da cadeia pública de Camocim que atualmente comporta quase 180 detentos.

Camocim Polícia 24h

FILHO DENUNCIA AGRESSÃO SOFRIDA PELA MÃE NAS REDES SOCIAIS E PEDE AJUDA

O garoto publicou um texto, relatando o caso, e fotos da mãe com o nariz fraturado. Segundo a publicação, o pai foi quem agrediu a mulher por ela ter pedido a separação.

Um garoto utilizou as mídias sociais para denunciar agressão sofrida pela mãe. Segundo a publicação, o agressor teria sido o seu pai, sargento do exército de 43 anos. O menino publicou fotos da mulher com nariz fraturado e relatou o caso de violência doméstica neste domingo, 26. “Por mais que ele (pai) tente se explicar isso que ele fez não tem justificativa. Ela é vitima dele por anos”, escreveu o filho da vítima. O motivo da agressão teria sido causado pelo pedido de separação da mulher ao marido. As informações são do O Globo.
Ao ver a repercussão da postagem, o suspeito de ter agredido a confeiteira de 34 anos respondeu a acusação do garoto e disse que não era o monstro que o texto parece mostrar. “Realmente o fato que aconteceu só me faz lembrar o quanto me dediquei a minha família. Errei quando bati, após ser mordido pela mesma, que publicou no Facebook de seu filho as fotos que estão aí”, escreveu
Segundo a vítima da agressão, a decisão de tornar público o caso veio dos filhos por conta do medo do que poderá acontecer. A mulher também enfatizou que os meninos já presenciaram inúmeras agressões dentro de casa. De acordo com ela, o sargento do exército havia chegado bêbado quando ela pediu a separação. 
Após a agressão, a mulher denunciou o caso para 31ª Distrito Policial e realizou um registro de ocorrência. Mesmo separados, a vítima afirma que vem recebendo ameaças do ex-marido e diz que as agressões acontecem desde o início do casamento, mas não comentava com amigos nem denunciava por medo. 

Fonte: O Povo